28 de setembro de 2012

Mulher solteira: dicas de sobrevivência na selva (de pedra)


Gosto de mulher. Tenho mãe, esposa, irmã, tias e primas. Este não é um material definitivo ou cediço.

Em casa

Sua gruta, seu asilo inviolável é sua casa. Mantenha grades nas portas e janelas. Se morares em apartamento lembre sempre de dar a segunda volta na fechadura, para acionar a trava interna dos mecanismos.

Mantenha uma chave reserva de casa com familiares, caso perca as suas,  não se desloque de casa sozinha para buscar nada à noite. Telefone para algum parente enviar as cópias. Se morares em casa e percebeu que perdeu as chaves não perca tempo ás cegas, procurando as chaves dentro do carro enquanto pode ser surpreendida por criminosos. Dirija até a casa de alguma familiar ou amiga e passe a noite num ambiente seguro.

Nunca deixe vizinhos ou outros condôminos pensarem que você é sozinha no mundo. Fantasie um namorado imaginário, exponha uma cueca displicentemente numa janela ou varanda para que possa ser vista por outros homens.

Não abrir portas para estranhos. Exigir identificação dos empregados avulsos, tipo lavadeira, faxineira, conserto de telefone, vendedores e entregadores de frutas, pizzas, etc.

Não entregue as chaves de dependências da casa à secretária do lar, ou serviçais de qualquer natureza. E não receba encomendas quando não solicitadas ou que suscitem procedência estranha.

Só há dois tipos de estupradores no mundo: os displicentes e os organizados. Os displicentes só agem quando há uma sucessão de fatores propícios ao ataque. Ex: mulher trajando saia, à noite, na porta de um condomínio, numa rua de baixa movimentação, procurando as chaves de casa que esqueceu quando foi trocar de bolsa para combinar com a cor dos acessórios.

Os estupradores organizados escolhem vítimas por um perfil que se encaixa em suas preferências. São sedutores, mais difíceis de identificar e, por serem menos impulsivos, conseguem um planejamento mínimo para seus crimes. Nestes casos é necessário atenção. Mude seus hábitos e horários de forma que seja difícil conhecer sua rotina.

Vá a academia em horários alternados, observe o comportamento dos homens em sua volta e nas suas relações de trabalho e exponha o mínimo de sua vida pessoal aos desconhecidos.

No Carro

Sempre use os vidros do carro totalmente fechados. Se não tem ar-condicionado, abra o mínimo possível. Sempre deixe as portas travadas. Lugar de bolsa não é no banco do passageiro. Coloque a bolsa no piso do banco traseiro.

Falar ao telefone enquanto dirige, além de demonstrar afronta ao código de trânsito, demonstra que você é desatenta e pode ser surpreendida facilmente. Nunca pare nas faixas à esquerda e à direita, nos semáforos.
Tente se manter na faixa central. Se vir que o sinal vai fechar, reduza a velocidade ao máximo possível e siga devagar, sem parar, no intuito se manter o menor tempo parada enquanto o sinal estiver vermelho.

Preste atenção em quem está atrás de você. Se notar que está sendo seguida, dirija até um posto de combustível, uma loja de conveniência, uma farmácia, um ponto de táxi, qualquer lugar onde haja movimentação pública e explique o que está acontecendo. Antes de chegar em casa dê uma volta no quarteirão em que mora para certificar-se que não há atividade suspeita.

Na rua

Se possível, use calças e CINTO. Não crie facilidades quanto sua vestimenta.

Cabelo seguro é cabelo solto.

Separe dinheiro em espécie de cartão de crédito, e se for usar qualquer cartão, saia de casa com apenas UM! Planeje seu dia para isso.

Quando sair de casa avise o seu itinerário a algum familiar ou amigo. "Vou ao trabalho, depois ginecologista, aí volto pra casa". Se for mudar o percurso, mande uma mensagem para avisar.

Indique sempre aonde vai. Encontrou o amor da tua vida e suspeita que depois da boate vai pro motel com o carinha que conheceu semana passada, então manda um sms pra aquela amiga fuxiqueira: "Vou com o Tufão pro motel do lixão. Depois te conto como foi".

Use um celular que fotografe. Peça para ser fotografada com os seus eventuais pretendentes. Acredite, isso pode espantar más intenções. Invente um irmão lutador de karatê, policial do serviço secreto de Israel, lutador de MMA.

Treine digitar no teclado do celular o número 190 (polícia militar) sem olhar para as teclas. Treine isso até contrair lesão por esforço repetitivo e depois treine mais um pouco.

Depois de bem treinada, salve esse número no seu telefone com um nome próprio: “Cintia, Mariana, Kattya, Evelin, Dolly...”  

Se alguma coisa der errado, em algum momento, respire fundo e olhe para o chão, não encare ninguém, busque o máximo de informações ao seu redor, cor dos tênis do agressor, possível altura, timbre da voz, cor da pele, tatuagem nas mãos. Se for assalto entregue o que for, sem reclamar e não faça movimentos bruscos. Se não for assalto, grite. Grite. Grite. Se ele disser para você não gritar, Grite.

Gastei 15 minutos da minha vida escrevendo isso. Faça valer à pena. É simples e FUNCIONA.

2 comentários:

Mariana Arraes disse...

Thanks, baby.

Anônimo disse...

Cuidado ou paranoia? Cuidado com a paranoia, a linha é tênue.

Acho que deveria ser para todo mundo, homem também. Mulher não é esse ser indefeso que os homens pregam, os homens é que precisam parecer agressivos como eles pregam. O fato de eu ter pinto não me torna mais forte ou menos indefeso.

Abraço.